27 - 02

Como estimular meu filho a ser mais culto

Categorias:

Você sabia que o conceito de cultura vai além do conhecimento formal? Engloba tudo o que produzimos e somos enquanto sociedade. Como as crianças são naturalmente curiosas, cabe à família oferecer oportunidades para manter e ampliar tal interesse.

1) Leia para eles desde cedo
Estudo feito pelo Cincinnati Children’s Hospital Medical Center (EUA) mostrou que a exposição precoce à leitura influencia o modo como o cérebro processa histórias, ajudando na aquisição da linguagem e da leitura. Além de estimular esse hábito em casa, frequente livrarias (muitas oferecem contação de histórias) e bibliotecas com seus filhos. Independentemente da idade, permita que escolham os próprios livros. Respeitar os interesses deles é essencial para que mantenham o hábito de ler ao longo dos anos.

leia para os filhos desde pequeno

2) Veja TV com eles
Sim, isso mesmo! A TV e outros eletrônicos também podem ser usados a favor da formação das crianças. Em vez de apenas reclamar do conteúdo a que elas assistem, faça sugestões, levando em conta o que motiva a faixa etária delas. O importante é compartilhar: sente-se junto, apresente filmes, livros e jogos da sua época, faça perguntas que induzam à reflexão. Os rituais familiares, sejam na cozinha, sejam na sala, são fundamentais para moldar a identidade cultural.

ver TV com os filhos

3) Vá a feiras e festivais culturais
Visitar festivais e feiras de manifestações culturais de diversos povos e regiões, como as de gastronomia, música, dança e cinema, além de ser importante para ampliar o repertório do seu filho, vai ensiná-lo também a respeitar as diferenças. Nesses programas, explique que todas as formas de cultura são válidas, mesmo que não tenham muito a ver com a gente. E, a partir dessa diversidade, ele começará a fazer as próprias escolhas.

Vá a feiras e festivais culturais

4) Estimule a escrita
Em tempos de multitarefas, escrever é uma maneira de focar a atenção e estimular o pensamento. Mas, tal qual a leitura, não deve ser encarado apenas como obrigação – e o processo começa antes da alfabetização, ainda com os primeiros garranchos. No dia a dia, mantenha lápis e papel ao alcance das crianças. Escreva e as incentive a escrever de tudo um pouco: bilhetes, listas, tarefas etc. Além dos livros, há jogos e brincadeiras que ajudam, como Vira Letras e Stop.

estimule a escrita das crianças

5) Visite museus em sua cidade
Busque exposições que chamem a atenção de seu filho. Se ele gosta de carros, que tal uma exposição sobre transportes? Durante a visita, instigue as crianças a comparar o que está sendo exposto com o estilo de vida atual. Museus interativos e obras de arte ao ar livre – grafites, estátuas, prédios antigos – fazem sucesso entre elas. Mas consulte a programação antes. Se o passeio se alongar, volte outro dia, deixando-as com gostinho de quero mais.

museus em sua cidade

6) Dê o exemplo
Não adianta apenas comprar o livro! Além de garantir o acesso – ou o direito, como destacam os educadores – às mais variadas formas de cultura, o exemplo dos pais reforça o aprendizado. Isso porque as crianças aprendem com mais facilidade se o conteúdo está inserido no contexto da família. Ainda que seu filho talvez tenha gostos culturais diferentes dos seus no futuro (prepare-se!), ter modelos para se inspirar vai impactar a relevância e o espaço que isso ocupará na vida dele mais adiante.

dê o exemplo para seus filhos

Originalmente publicado na Revista Sorria 46
Texto: Malu Echeverria
Ilustração: Marcella Tamayo

Para ler mais textos inspiradores como esse, assine a Revista Sorria. :)

0 Comentários

Comente

O seu e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios.

CAPTCHA ImageReload Image


Resultados reais em Digital Sales, Billing, Fulfillment e CRM