30 - 01

Receita de abóbora maravilhosamente assada e picante

Categorias:
receita de abóbora assada

São muitas as suas variedades, todas ricas em nutrientes, pouco calóricas
e versáteis na culinária
(Foto: Sheila Oliveira/Empório Fotográfico)

Não fosse pelas mãos de um amigo dedicado às artes culinárias, talvez eu ainda ignorasse que as flores de abóbora são comestíveis. As que provei, ele havia colhido naquela tarde. Explicou que eram flores masculinas, sem o ovário em forma de frutinho na base – com esse cuidado, não estávamos devorando prematuramente a colheita. Para mim, a novidade elevou a aboboreira a outra categoria: a das plantas inteiramente aproveitáveis.

As flores, amarelas, podem ser refogadas – como as que meu amigo me serviu –, recheadas com carne, queijo ou legumes, empanadas, misturadas a risotos e omeletes, servidas como salada ou batidas em sucos. Já os brotos e as folhas novas, chamados de cambuquira, são ótimos para reforçar sopas e refogados. Também podem ser consumidos como saladas e fazem boa parceria com farinha de milho. Tem ainda as sementes: assadas com sal e um fio de azeite, se tornam um delicioso aperitivo.

Tudo isso sem falar no fruto em si. Há registros de seu uso na Europa desde a Antiguidade. Mas foi após a descoberta das Américas – e das variedades consumidas por maias, astecas e incas – que as receitas se multiplicaram. E como: a abóbora pode ser saboreada cozida, assada ou em forma de sopas, purês, pães, recheio de massas e doces. Além de versátil, é pouco calórica – devido ao alto teor de água – e apresenta um vasto leque de nutrientes – vitaminas A, C, E e do complexo B, bem como sais minerais.

Selecionamos duas deliciosas receitas feitas à base do fruto: uma salgada – que cai muito bem pura, numa refeição leve, ou acompanhada de uma boa carne – e outra doce, ambas superfáceis de preparar. Ao lado, você confere os principais tipos do vegetal, para saber a melhor escolha na hora de fazer as compras. Bom apetite!

RECEITAS

abóbora assada picante

ingredientes

• 1 abóbora baianinha
• 2 colheres (chá) de semente de coentro
• 2 colheres (chá) de orégano seco
• 1/2 colher (chá) de sementes
de erva-doce (funcho)
• 1/2 colher (chá) de pimenta calabresa
• 1 colher (chá) de sal
• 1 colher (chá) de pimenta-do-reino
• 1 dente de alho
• 1 colher (sopa) de azeite de oliva

Modo de preparo

Lave a abóbora e corte-a ao meio. Com uma colher, retire as sementes. Corte cada metade ao comprido. Depois faça o mesmo com cada quarto. Você terá oito pedaços, em formato de canoa. Reserve. Num pilão, triture todos os temperos. Transfira-os para uma tigela, acrescente o azeite e passe a abóbora nessa mistura. Acomode as fatias numa assadeira, com a casca para baixo. Leve ao forno, a 200 graus, por pelo menos 30 minutos, até ficarem macias.

doce de abóbora

 ingredientes

• 1 kg de abóbora (do tipo seca)
• 500 g de açúcar cristal

Modo de preparo

Corte a abóbora em cubos (não é preciso retirar a casca). Coloque-os numa panela (de preferência de ferro e com o fundo grosso), com a casca para baixo. Cubra com o açúcar e tampe. Leve ao fogo médio-baixo por um período entre 1h
e 1h30min. Misture delicadamente
a cada 30min. Ao fim do cozimento, se a calda estiver muito fina, deixe apurar
por 5 minutos, com a panela destampada.Desligue o fogo e transfira o doce para um refratário. Deixe esfriar e leve à geladeira.

* Receita adaptada do livro Jamie Oliver – O Chef sem Mistérios (Ed. Globo)


variedade não falta

Veja características e usos dos principais tipos de abóbora consumidos no Brasil

 tipos abobora - seca

Seca (gigante ou canhão) Comprida e com até 15 quilos, é a mais indicada para doces.

 tipos de abobora - baianinha

Baianinha (goianinha ou paulistinha) Usada em sopas, refogados e chutney, tem até 1,5 quilo.

 tipos de abobora - japonesa

Japonesa (kabotiá)  Consistente e menos úmida, é usada principalmente em pratos salgados.

 tipos de abobora - moranga

Moranga  Famosa pelo camarão na moranga, é consumida em refogados, sopas ou assada.

tipos de abobora - flores

As flores podem ser refogadas, empanadas ou recheadas. As sementes, assadas com sal e azeite, caem muito bem como aperitivo.

texto Romy Aikawa 

Publicado originalmente da Revista Sorria, Edição 15. 

OQTPJ_#6_3D_317H

Agora dá pra assinar a O Que Tem Pra Jantar? aqui na Banca do Bem e receber em casa um montão de receitas superlegais de dar água na boca.  \o/

0 Comentários

Comente

O seu e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios.

CAPTCHA ImageReload Image


Resultados reais em Digital Sales, Billing, Fulfillment e CRM