Covid-19: por que a empatia e a solidariedade devem ser os maiores legados da doença

Estamos passando por um momento de mudanças rápidas e profundas, como sociedade e indivíduos. 

A chegada do coronavírus nos convida a rever nossas relações e repensar nossas escolhas. Ela nos impõe novos desafios e soma-se a outros momentos que nos constituem como “humanidade”. Mas, quando olhamos para além desses desafios, enxergamos algo brotar: a potência da coletividade

Sozinhos somos agentes da mudança. Mas juntos, como comunidade, somos capazes de enfrentar o medo com coragem e reinventar nossa própria forma de existir. 

Durante esses dias de isolamento, pudemos observar uma série de iniciativas pipocarem pelo mundo. Ideias que reforçam a solidariedade e nos fazem pensar que, se tem um legado que a Covid-19 pode nos deixar, é a empatia. Separamos cinco iniciativas para você se inspirar e enxergar a luz no fim do túnel desta crise:

  1. Eu vou por você!

As redes sociais se inundaram deles: posts com fotos de bilhetes pendurados em elevadores e portarias de prédios oferecendo ajuda aos mais idosos para diversas tarefas, como ir ao mercado e à farmácia. 

A ação cresceu e se espalhou por todo o globo. Até que, Noah Adler, um jovem alemão de apenas 15 anos, decidiu criar a plataforma Coronaport,  um site que reúne pessoas e os mais diversos tipos de ajuda – desde compras até levar os cachorros para passear. 

2. A música não pode parar

Uma nova modalidade de show talvez tenha surgido em meio ao corona. Vídeos de cantores nas sacadas de seus apartamentos fazendo shows para seus vizinhos viralizaram na internet. O movimento, que se iniciou na Europa, já chegou em diversas partes do globo. 

Aqui no Brasil, além dessas iniciativas, cantores famosos se uniram ao movimento Festival Música em Casa. De 20/3 a 4/4 o Instagram do festival apresentou 5 shows por dia 100% online e ao vivo.

Outros artistas como a dupla sertaneja Jorge & Mateus, também fizeram lives em suas próprias contas no Instagram. 

3. Cursos, cursos e mais cursos

A lista de empresas, escolas e universidades que liberaram em suas plataformas cursos on-line e 100% gratuitos é imensa! 

Desde o dia 18 de março, a Casa do Saber liberou mais de 120 cursos em sua plataforma digital. Você pode aprender sobre Filosofia, Ciências, Artes, Música e Literatura, tudo na segurança da sua própria casa. Outras instituições também disponibilizaram seus conteúdos para acesso: Harvard, ESPM, FGV, Rock Content, NUBE, Sebrae, SENAC e mais! 

4. #AbraçoNaSaude

A hashtag, criada pelo jornal paulistano O Estado de S. Paulo, nasceu com a intenção de valorizar os profissionais da saúde que têm colocado suas vidas em risco na linha de frente contra o coronavírus.

No twitter, milhares de contas declararam seu apoio e gratidão aos médicos, enfermeiros, cientistas, entre outros, que têm se arriscado bravamente por todos nós. 

5. Menos poluição

O último item não é uma ação, mas uma reação. À medida que as cidades decretaram o isolamento social, os índices de poluição baixavam drasticamente. Em Veneza, um dos canais da cidade voltou a registrar presença de animais como cisnes e golfinhos – cena quase que inédita para os moradores e turistas!

Em Nova York, pesquisadores avaliaram a queda em 50% de monóxido de carbono no ar, quando comparado com o mesmo período do ano passado. O gás é emitido principalmente por carros.

E você? Viu alguma coisa de bom que saltou aos olhos nos últimos tempos? Conta pra gente 😉 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *